CP, presidente preocupado com cortes

Não nos custa admitir que, nas administrações da Refer e da CP, haja pessoas que já não se sintam compatíveis com o governo que os nomeou. O governo é, de modo geral, muito pior que qualquer um deles.

É agradável ouvir o Presidente da CP dizer (em relação aos cortes do subsídio de refeição e não só) que tudo fará para que os trabalhadores não sejam mais prejudicados. Como não temos o Presidente da CP na mesma linha de conta do irrevogável Paulo Portas (SG do CDS e vice 1.º ministro) aguardamos que, com rapidez, confirme que o OGE/2013 “congela” a aplicação da Lei a quem tem subsídios de refeição de valor superior aos 4,27€ impostos por Paulo Portas e Passos Coelho.
Voltar atrás