SINDEFER

Sindicato Nacional Democrático da Ferrovia

Acordos EmpresaBreve HistorialEstatutosHistóricoContactos

 

 
EMEF, Governo avançou mas é insuficiente

O governo representado pela Tutela, pelas Finanças e pelo Trabalho, na presença do Presidente da CP, acompanhado pelo CA da EMEF, apresentaram propostas que significam alguns avanços, sobretudo no Subsídio de Turno III (novo), mas ainda insuficientes.

A radicalização a que hoje se assiste é culpa da EMEF, porque esta administração e seus directores coordenadores, não são capazes de compreender a Empresa, o mal estar existente, o desencanto com que a grande maioria vem trabalhar, porque nada sabe do seu futuro na empresa, em que empresa.

São gestores ultrapassados pelos acontecimentos e que cometeram um pecado capital, na EMEF/MdP, quando garantiram que não haveria ACE nenhum, mas em Novembro passado, em documento entregue ao TdC, pelo contrário, comprometiam-se que até Setembro próximo estaria concluído um novo ACE.

Agora há que resolver o conflito, deixar a necessária substituição do CA e dos Directores Coordenadores, lá mais para a frente, assim como, terminar a filosofia de há muitos anos a esta parte, demasiados anos, ao nível de recursos humanos, de que nada se pode fazer porque a Lei não o permite, e procurar com o governo encontrar uma solução consensual.

Há dois números mágicos:
1) 25€ de aumento intercalar mínimo para todos os trabalhadores da EMEF
2) 100€ para o III turno

Nada do outro mundo para a seguir começar, com novos responsáveis, sugestão nossa, as negociações do AE e RC. Já agora não mintam nos novos ACE,s que têm preparados, nas Mercadorias é com a Medway, em Guifões é com quem?
Voltar atrás