SINDEFER

Sindicato Nacional Democrático da Ferrovia

Acordos EmpresaBreve HistorialEstatutosHistóricoContactos

 

 
EMEF: Carlos Nogueira sucede a Abrantes Machado

O presidente da CP Comboios de Portugal, Carlos Nogueira, deverá assumir a presidência da EMEF. Nota da empresa de manutenção, avançada esta terça-feira 24 de Julho, dá conta de que haverá alterações nos estatutos e elenco governativo.

Com o novo figurino a EMEF passará a contar com o CA do operador público. Carlos Nogueira na presidência, e Ana Malhó e Sérgio Abrantes Machado, como vogais.

A mexida na EMEF recua Abrantes Machado da presidência para o papel de vogal juntamente com Ana Malhó, que transita da administração anterior.

No sector Abrantes Machado é visto como principal interprete da reestruturação em curso na manutenção da empresa pública, que prevê a criação de Agrupamento Complementar de Empresas, para vagões e Metro do Porto. Terreno onde também se fala em carruagens, e bogies.

Já Carlos Nogueira, presidente da CP e da Fundação Museu Nacional Ferroviário, prepara-se para acumular a liderança da EMEF. No entanto, no modo de transporte, surge como uma figura reservada e agenda preenchida.

Em off o Expresso diz que foi “avisado” recentemente para estar mais presente. Tem de ter mais responsabilidade a criar o filho. Não é o pai da criança, mas como adoptou esperam que esteja mais presente, podia ler-se.

Sobre a comunicação da EMEF um primeiro dado que se pode retirar da alteração é que a nova administração, em caso de dissolução da EMEF, não terá lugar a indemnização. O Conselho de Administração é o mesmo da empresa líder do grupo, a CP.

Por apurar estão as alterações estatutárias a operar e o impacto que vão ter na orgânica da empresa de manutenção. Já no sector questiona-se como irá ser a reestruturação a ter lugar na Direcção Geral da empresa.

As alterações, administração e estatutos, terão agora de ser aprovadas em Assembleia Geral.

Tirado daqui
Voltar atrás