SINDEFER

Sindicato Nacional Democrático da Ferrovia

Acordos EmpresaBreve HistorialEstatutosHistóricoContactos

 

 
Investigar 18 meses

O problema grave e que acelerou tudo, e devia ser investigado, foi o tratamento excessivo que a CP começou a dar ao material circulante, quando já sabia das dificuldades da EMEF em contratar pessoal, e dos atrasos, no Ministério da Tutela e das Finanças, para decidir sobre o material circulante novo ou a alugar, e mesmo que não houvesse atrasos não estariam aí os novos comboios nos próximos tempos, como se sabe. Em resumo, os 18 meses extras concedidos à anterior administração estão, em boa parte, na origem do acelerar da deterioração da situação e isso é culpa do ministro que o permitiu.

Voltar atrás