SINDEFER

Sindicato Nacional Democrático da Ferrovia

Acordos EmpresaBreve HistorialEstatutosHistóricoContactos

 

 
EMEF|Adaptar ao presente sem liquidar o futuro

Há uma situação de emergência na CP que só a EMEF pode resolver. O gravíssimo problema da CP chama-se incapacidade da EMEF em reparar o seu material circulante e sem capacidade de reparação não há CP.

Nesta situação anómala aceita-se que toda a atenção, toda a concentração da EMEF, esteja virada para a CP. Mas esta situação de emergência não deve, não pode, por em causa, que com melhores dias, a EMEF possa ter capacidade de evolução para fora do âmbito da CP. Sobretudo na área da Inovação e Desenvolvimento em articulação preferencial com a Nomad Tech.
Não se pode matar o futuro em nome do presente! As gerações que se seguem não o compreenderiam.

Assim pode aceitar-se que, a EMEF, num quadro de profunda autonomia, se integre, neste momento, e enquanto durar a crise, na CP, mantendo, no entanto, o seu corpo técnico, acrescido do da Direcção de Material, assim como, os trabalhadores directamente ligados ao seu objecto. Em tudo o resto deverá haver um partilhamento de sinergias com a CP reduzindo-se os custos inerentes à duplicação de funções.

Este corpo autónomo (a EMEF) tem de ter contratação colectiva própria, pelo que, a negociação deve prosseguir com celeridade, afim de permitir o recrutamento, no mercado, com salários minimamente compatíveis que evitem, na medida do possível, serem objecto de novo recrutamento para outras empresas, inclusive públicas.

Isto jamais seria possível se a contratação fosse a inerente ao AE/CP, onde o posicionamento das categorias profissionais, na grelha salarial, é ditado, não pelo grau de conhecimento necessário à função, mas sim pela força que cada classe tem, ou não, em parar a CP.

Se for este o Quadro que, a Tutela, quer para a EMEF/CP há toda a disponibilidade do Sindefer para o negociar.

P.S.
Sinceramente não acreditamos que os actuais responsáveis sejam os mais indicados para liderar um processo desta natureza. Mas é a Tutela que escolhe os seus jogadores. Uma má equipa não produz bons resultados...
Voltar atrás