SINDEFER

Sindicato Nacional Democrático da Ferrovia

Acordos EmpresaBreve HistorialEstatutosHistóricoContactos

 

 
Correr com a EMEF para dar lugar à Barraqueiro?

A EMEF foi usada, por Sérgio Monteiro, para a redução de custos na manutenção, agora segue-se o passo seguinte, correr com ela e dar a manutenção ao subconcessionário, ou seja, tudo isto aponta para a Barraqueiro.

O excerto da entrevista do Presidente da MdP ao jornal "Público" demonstra que a estratégia não mudou e que o pensamento neo-liberal permanece na gestão das empresas.
Leia-se o que diz:

O contrato será apenas para exploração do serviço ou também incluirá a manutenção?

Será similar àquele que está em vigor. Um concurso de operação e manutenção de onde só estará excluída a manutenção dita pesada, de ciclo de vida longo, já que um contrato de sete anos não deve acomodar manutenção de ciclo longo. Mas na nova estratégia para a manutenção dos veículos, ela deve deixar de ser necessária.

Queremos que a manutenção seja contínua, ao longo do tempo, para que não sejam necessárias operações em grande escala.

E essa tarefa ficará nas mãos da subconcessionária?

Exactamente. Esperemos que esta revisão dos 960 mil seja a última grande revisão/manutenção e a partir daqui entraremos num modelo de manutenção diferente.

Quando é que o concurso será lançado?

Teremos de o lançar durante o mês de Abril, no máximo em Maio.

Isto para que os prazos possam decorrer com normalidade, e terminem, na recta final, com um visto do Tribunal de Contas, que também é requerido.


O que dizem a isto, os defensores do regresso da EMEF à CP e os das duas EMEF?
Voltar atrás